Série B: CSA empata com Brasil de Pelotas e deixa G4

Destaque Esportes

Time voltou a jogar mal e agora não depende mais de sí para conquistar vaga na Série A

Em jogo tenso, com um polêmico gol anulado no fim, o CSA perdeu a chance de voltar ao G4 ao empatar em 1 a 1 com o Brasil de Pelotas nesta sexta-feira (22), no Rei Pelé. A presença de Marta no estádio não foi suficiente para a vitória do Azulão, que chegou a 57 pontos, e caiu para a quinta posição do Campeonato Brasileiro da Série B após a vitória do Juventude sobre o Figueirense.  O resultado em Maceió também garantiu o acesso do Cuiabá à Série A. O Dourado não pode mais ser alcançado pelo CSA e está na primeira divisão. 

Sem chances de acesso ou risco de queda, o Xavante jogou com inteligência e poderia ter até saído com a vitória, mas o empate deixou a equipe com 49 pontos, na na 11ª colocação. O jogo foi muito truncado no primeiro tempo, com poucas chances de gol. As duas equipes trocavam passes no meio de campo, mas tinham dificuldades para incomodar o goleiro adversário. O Brasil chegou apenas aos 16 minutos, com um chute de fora da área de Matheus Oliveira. O CSA só finalizou aos 26 minutos, com Gabriel. O camisa 27 fez boa jogada pela esquerda e chutou cruzado, para a defesa de Marcelo.

Enquanto o Azulão não conseguia encontrar espaços, o Xavante apostava no contra-ataque e nas finalizações de média distância. Os visitantes levaram perigo novamente aos 32 minutos e mais uma vez com Matheus Oliveira. Ele arriscou de canhota, de longe, e a bola passou raspando a trave esquerda de Matheus Mendes. Aos 37 minutos, veio o gol. Bruno José passou pela marcação, subiu pela direita e finalizou de fora da área com precisão, no cantinho esquerdo de Matheus Mendes.

O Brasil de Pelotas manteve a estratégia no início do segundo tempo. Logo aos dois minutos, Matheus Oliveira arriscou novamente de fora da área e a bola passou bem perto do gol de Matheus Mendes. O CSA então também resolveu chutar. Aos 10 minutos, Rafinha cobrou falta com força, a bola desviou em Rodrigo Pimpão e morreu no fundo do gol do Xavante. Tudo igual no Rei Pelé.

Após o gol dos donos da casa, o Brasil ensaiou uma pressão, mas não conseguiu ficar novamente na frente do placar. O Xavante reclamou muito de um possível pênalti em Jarro Pedroso que não foi assinalado pela arbitragem. O técnicos Cláudio Tencati e Mozart discutiram sobre a marcação e receberam cartão amarelo.

Aos 48 minutos, o CSA fez o segundo, mas o lance foi anulado pela arbitragem. Luciano Castán lançou na área e Cleberson cabeceou no travessão. Pedro Junior aproveitou a sobra e marcou. O assistente Luciano Roggenbaum marcou impedimento, no mínimo polêmico, de Cleberson. Apesar das reclamações e da pressão do Azulão, a partida terminou mesmo no 1 a 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *